Buscar
  • Luiz Fernando Quintanilha

Desonestidade Acadêmica



Você se considera ético? Não, não somos! Na verdade, nós somos permissivos demais com atitudes desonestas no meio acadêmico. Seguem abaixo alguns exemplos:


Compra do TCC: Há quem diga que é crime (estelionato e crime de falsidade ideológica). Há quem diga que não é. Fato é que, apesar de extremamente comum, trata-se de uma atitude imoral e antiética que atesta a sua incapacidade como estudante.


Plágio: Apropriar-se de ideias, textos, figuras de outra pessoa, de maneira integral ou parcial,sem dar os devidos créditos é corriqueiro no mundo acadêmico. Muitas vezes o estudante comete plágio sem nem mesmo saber. Informe-se sobre normas de citação e referenciação e pare se usar CTRL+C/CTRL+V!


Cola: É igualmente antiético receber e passar cola. No primeiro caso, você está atestando sua incapacidade em realizar aquela tarefa e, no segundo, você está contribuindo para a má-formação de um futuro profissional. E você, da área de saúde, lembre-se que o estudante que está colando é o futuro profissional que atenderá você e sua família.


Forjar participação: Outro comportamento muito comum na vida acadêmica. Participar de trabalhos em grupo sem ter realizado nenhuma atividade é anti-ético. Neste caso, ambos estão errados: quem forja a participação e quem a permite.


Outras atitudes:

- Perceber um erro do professor que te beneficie e não informar.

- Mentir para obter benefícios acadêmicos (ex. adiar a data de uma atividade, obter pontuação extra etc).



Em geral, nós somos muito tolerantes com essas atitudes, mas não deveríamos ser. Tais comportamentos impactam na vida profissional dos estudantes e perpetuam comportamentos anti-éticos e imorais que têm reflexos em toda a sociedade!

2 visualizações
 
  • Instagram
  • YouTube

©2019 por Quintanilha Educação